CUIDADOS COM FILHOTES

Os filhotes são enviados com, no mínimo, 35 dias de vida, para que já estejam completamente empenados e aptos a serem transportados. Utilizamos caixa de transporte, confeccionada em madeira e, de substrato, utilizamos maravalha de madeira.

O transporte é realizado assim como combinado no ato da compra e, no momento da retirada, certifique-se que o filhote esteja bem, sem lesões, ou qualquer comportamento anormal.

Chegando a sua residência, tenha um balde, ou, qualquer recipiente que simule um ninho, com profundidade mínima de 20cm, assim como na imagem ..., contendo uma camada de aproximadamente 5cm de maravalha. Retire o filhote da caixa de transporte, caso necessário limpe e coloque-o no balde. Espere aproximadamente 1 hora para realizar a primeira alimentação.

PREPARO DA PAPA

Coloque uma colher de sopa bem cheia com a ração em pó dentro de um recipiente, adicione água quente, aproximadamente 50 ml (60 a 70ºC), a fim de obter uma mistura pastosa a líquida. Coloque um pouco da papa na parte de trás da mão, se estiver morna a despeje dentro de uma seringa de ponta fina.

 
FORNECIMENTO DA PAPA

Pegue o filhote e o coloque dentro de outro recipiente com papel toalha, ou, maravalha, introduza a ponta da seringa no bico do filhote e aperte o embolo, de forma a fornecer pequenas quantidades da papa, limpe-o sempre que escorrer um pouco do líquido. Forneça aproximadamente 60 ml por vez, três vezes ao dia.

 
DESMAME (60 A 90 DIAS)

Apesar de não se tratar de um mamífero, o processo da retirada da papa para introdução do alimento sólido (alimento definitivo para a fase adulta), é conhecido como desmame. Este é um procedimento que exige um pouco mais de atenção, sendo a fase mais complicada da criação da ave. O filhote tende a evitar se alimentar nesse período, pois, seria a fase da saída do ninho, caso estivesse em vida livre, logo, é natural que ele perca peso nesta fase, devido à necessidade do voo.

Este processo é natural e não demanda maiores cuidados, porém, pode causar certa preocupação devido à recusa espontânea do filhote ao alimento. Não é necessário forçar o fornecimento de papa, somente tenha mais cuidado para fornecê-la e, se for o caso, de menores quantias em maiores frequências durante o dia, tentando fornecer aproximadamente 100 ml diário.

Neste período a ave já começa a se empoleirar, sendo este o momento de coloca-la na gaiola. Deixe sempre um pouco de ração, porções pequenas de frutas e água, isso estimulará que ele comece a se alimentar sozinho. Ao notar que o filhote esteja se alimentando, continue dando papa uma vez ao dia, até que ele esteja completamente desenvolvido, até retirar por completo.

 
ALIMENTAÇÃO DO ADULTO

O papagaio, assim como a maioria das aves, necessita se alimentar varias vezes ao dia, desta forma, é necessário sempre deixar alimento a sua disposição. A ração balanceada deve ser à base da alimentação da ave, frutas, sementes, ou demais alimentos, devem ser fornecidos como petisco, não ultrapassando 20% do peso da ração fornecida diariamente, evitando desequilíbrio nutricional. Deixe sempre água fresca disponível.